Políticas de pesquisa

A Faculdade Pan-Americana entende que a iniciação precoce na ciência é salutar, pois ela dá acesso a não aceitação de qualquer resposta pré-fabricada ou de qualquer certeza que esteja em contradição com os fatos. A iniciação científica conduz, nesse sentido, à formação da atitude científica do estudante que se reflete no desempenho do profissional capacitado a enfrentar os novos desafios, que são a tônica de um mundo globalizado e competitivo. A Faculdade Pan-Americana busca, com esta iniciativa, criar condições para que estudantes se transformem em pesquisadores.

Nos programas de iniciação científica, abertos às áreas do conhecimento que abrigam os cursos oferecidos pela Faculdade, os estudantes trabalham em seus projetos sob a orientação de um professor designado para tal.

As diretrizes que norteiam a política de iniciação científica da Faculdade são:

  • Incentivar a produção científica discente própria ou em colaboração com seus orientadores, visando à criatividade e a crítica;
  • Contribuir para o desenvolvimento de formas de pensamento que assegurem a sua clareza e o poder crítico, construtivo e independente;
  • Incentivar o estudante não só a observar a realidade, mas também a dialogar com ela e a agir sobre ela, por meio dos procedimentos que caracterizam o trabalho científico: o teste, a dúvida, o desafio que, por sua vez, desfazem a tendência meramente reprodutiva da aprendizagem;
  • Aprimorar o espírito analítico-crítico e desenvolver o espírito científico do estudante universitário;
  • Incrementar a participação dos estudantes em programas de iniciação científica, promovidos pela instituição;
  • ampliar e fortalecer as atividades de iniciação científica, assim como outros programas especiais dirigidos ao aperfeiçoamento do alunado de graduação, com práticas acadêmicas voltadas à produção e interpretação do conhecimento; por meio de Simulação de tribunal do júri, audiências públicas, processos licitatórios, debates legislativos, campanhas eleitorais, por exemplo , diretamente ligadas ao direito penal, direito do trabalho, interesses difusos e coletivos, direito administrativo, direito eleitoral, nos exemplos , auxiliarão o discente na compreensão dos problemas filosóficos e antropológicos do quotidiano, demonstrando a eficiência dos instrumentos sociais para a pacificação e resolução dos conflitos. Dessas dramatizações os discentes devidamente coordenados produzirão textos a compor revista cientifica de interesse social … apresentando a problematização e as sugestões de resolução. Ainda nos exemplos temas como lei de execução penal, pena capital, revisão da lei de licitações, obrigatoriedade de voto … são temas que serão colocados em evidencia, por suas incoerências e distanciamento do desejo social. Através de dramatização da vida cotidiana os discentes poderão similar nos mais diversos ramos do direito os temas de impacto social.
  • Subsidiar a iniciação científica por bolsas oferecidas aos estudantes, que consistem em ajuda de custo ou desconto na mensalidade da Faculdade.
  • Incentivar o estudante da graduação a dar continuidade aos seus estudos por meio de cursos de pós-graduação. A Instituição manterá regulamentadas as atividades de iniciação científica por meio de regulamento próprio, no qual apresentará as regras para que alunos e professores possam participar do Programa de Iniciação Científica da Faculdade.
  • Constituir a pesquisa como um dos pilares da formação superior, garantindo condições amplas para a inserção de docentes e discentes nessa atividade;
  • Consolidar as linhas e os grupos de pesquisa:

DIREITO

Linha 1 – Direitos humanos fundamentais: análise crítica do(s) constitucionalismo(s), de suas manifestações sociais e de sua interpretação/aplicação na pós-modernidade inclusiva

Linha 2 – Law & Economics – análise econômica do direito e a interpretação dos fenômenos sociais a luz das garantias individuais

Linha 3 – Bases constitucionais da atuação e controle do Estado Administrador/Fiscal: entre os direitos individuais e o interesse público

Linha 4 – Crimes, punições e direitos violados: das normas penais e processuais às políticas criminais

ADMINISTRAÇÃO

Linha 1 – Gestão estratégica, marketing e inovação

Linha 2 – Organizações, gestão e sociedade inclusiva

Linha 3 – Gestão de negócios, economia e mercados

ADMINISTRAÇAO PÚBLICA

Linha 1 – Aspectos Legais no Setor Público, inclusão e diversidade

Linha 2 – Economia e Finanças Públicas

Linha 3 – Gestão de Operações no Setor Público

Linha de pesquisa transversal a todos os cursos: Defesa de interesses difusos e coletivos.

  • Desenvolver programas e projetos institucionais de pesquisa, incrementando parcerias com iniciativas com o setor público e privado, em âmbitos nacional e internacional;
  • Fortalecimento da divulgação de resultados da pesquisa produzida no âmbito da Faculdade, por meio de publicações em periódicos e outros formatos editoriais, bem como da promoção de eventos científicos.

As ações previstas poderão ser realizadas através de convenio com outras instituições do terceiro setor buscar-se-á demonstrar para o corpo discente a importância do envolvimento social.

Através de desenvolvimento de núcleo de apoio aos discentes, o acadêmico do curso de Direito por exemplo, terá a oportunidade de, auxiliado por docente e advogado, realizar a atividade correlata à advocacia pública (defensoria) como impetração de Mandados de segurança para custeio de tratamento médico para os que tiveram recusa do planos ou do sistema único de saúde, réus e vítimas sem assistência jurídica em âmbito penal, de família e cível. Desse trabalho os discentes serão estimulados à produção científica, criando também material para estudos de análise de caso e dramatizações.

Com esses casos Fóruns de Discussão serão criados e um discente será escolhido para representação da FAPAD em congressos e eventos com custeio integral de sua participação, inclusive em cursos livres de férias, temático, no Brasil ou preferencialmente no exterior de sua área de interesse.

top
Av. Mal. Floriano Peixoto, 886 - Centro, Curitiba - PR, 80010-130  | Telefone: (41) 3353-3100